Como tem sido a minha rotina de cuidados na segunda gravidez (na pandemia)

A segunda gravidez é, naturalmente, diferente da primeira… Temos muito mais tempo para curtir a barriga na primeira, e também para descansar quando bate aquela exaustão típica da gravidez, ou quando o enjoo e o mal-estar dos três primeiros meses ataca. Na segunda, não estamos mais em apenas duas: ao mesmo tempo, tenho uma criança de 2 anos para cuidar e dar atenção. Para ser sincera, tem vários momentos do dia que simplesmente esqueço que estou grávida. Sim, está sendo chocante para mim a diferença de “curtir” a barriga que tive na gestação da Stella, minha primeira filha (leia aqui como era a rotina de cuidado da Luiza na época).

Com a rotina atribulada em casa, os cuidados com a pequena (que muitas vezes rolam na madrugada) e as angústias da pandemia, sobra pouco tempo para curtir o barrigão, falar e cantar para o feto que está crescendo dentro de mim. Yes, a culpa do segundo filho começa muito antes de ele chegar ao mundo! De qualquer forma, tento maneirar nesse sentimento e me respeitar, cuidar da saúde, que hoje em dia é mais que prioridade, e deixar ela chegar para só então ver mesmo o que é ser mãe de duas!

Como cuido do meu corpo

Diferentemente da primeira gravidez, em que os três primeiros meses foram tensos e de repouso, correu tudo perfeitamente bem no começo dessa segunda. Estávamos numa fase menos restrita da pandemia, então consegui frequentar a academia, a Les Cinq (claro, me cuidando, sempre com máscara, distanciamento e álcool em gel). Continuei normalmente as minhas divertidíssimas aulas de pop dance – highlight das minhas semanas, momento em que colocava toda a energia para fora, esquecia dos problemas da vida e me concentrava em acertar os passos dos hits de Lady Gaga e Anitta. Ia para a aula com meu Apple Watch para ficar de olho na frequência cardíaca e lembrar de dar sempre umas paradas (ainda mais malhando de máscara, não é fácil!). Respirava, tomava água e evitava pulos e saltos muito exagerados.

Também segui com a musculação, que há algum tempo eu andava fazendo super empenhada. Assim que tive o teste positivo, avisei ao coordenador da academia que acompanhava meus treinos e ele passou a ficar ainda mais perto, trocando as séries a cada três semanas conforme a gestação ia evoluindo. Isso tudo, claro, com o aval do meu ginecologista e obstetra, Fernando Barboza de Lima, a quem não canso de rasgar elogios pelo apoio e disponibilidade.

Outra parte deliciosa da Les Cinq são as máquinas de alongamento super high-tech. Passava alguns bons minutos me alongando nelas, o que gerava um bem-estar e protegia minha coluna, que tende a sofrer a partir do meio da gestação. Quando as coisas voltaram a ficar mais restritas este ano e as academias fecharam, tratei de garantir um plano de yoga no My Yoga para acompanhar algumas aulas on-line via Zoom de casa. Também faço caminhadas frequentes ao ar livre.

Mesmo com essa rotininha de exercícios, tenho engordado mais quilos e mais rápido que na primeira gestação. Com toda a ansiedade, passando aflições (quem aí está realmente bem?) e vivendo tanto tempo em casa, tenho descontado mais na comida, pedindo delivery e comendo mais doce. Em fevereiro, mês que acabei passando um bom tempo fora de São Paulo, engordei o dobro da média que vinha ganhando. Estou tentando dar uma brecada, não tanto pela estética, mas muito pela saúde. Mas, por outro lado, tento não me culpar e relaxar em alguns momentos…

A drenagem também se manteve na rotina gestante. Fiz muita Miracle Touch, da Renata França, que agora tem uma técnica específica para gestantes, e outras sessões com a Camila Parra, fisioterapeuta que vem em casa e tem uma maca própria para nós grávidas podermos deitar de barriga para baixo – é o céu!!

Atenção especial à pele

Assim como na primeira gestação, sigo aplicando cremes no corpo com generosidade. Tenho usado hidratante, óleo no banho e creme antiestrias da Isdin na barriga, flancos, bumbum e seios… Já estou acabando o pote e devo ter que repor! À noite, por conta do cansaço nas pernas, faço um mix de aplicação de cremes com automassagem, do tornozelo à coxa.

Primeiro passo Cedraflon, um hidratante de efeito refrescância imediata à base de cèdrat, um fruto encontrado na Córsega que é antioxidante; fica uma sensação geladinha deliciosa. Depois, passo o óleo de gengibre branco da Sisley, que tem ação anti-fadiga, além de remodelar, tonificar e hidratar a pele. É um investimento que vale a pena: o produto entrega muito e a fórmula e o aroma são incríveis. Por último, muito creme nos pés e calcanhares para dormir tranquila – adoro o Skin Food, da Weleda, que tem camomila e calêndula como ativos principais para acalmar a pele e os sentidos.

. Escova Seca – Holistix (aqui)
. Creme antiestrias – Isdin (aqui)
. Óleo para Pernas Huile Affinante au Gingembre Blanc – Sisley (aqui)
. Creme Cedraflon (aqui)
. Loção Hidratante Classic – Giovanna Baby (aqui)
. Hidratante Skin Food – Weleda (aqui)

Minha rotina de skincare facial

Em relação ao rosto, quando soube que estava grávida mandei mensagem para a Luli Palermo, minha dermatologista, e falei tudo o que vinha passando. Ela me respondeu com o que eu podia seguir usando ou não. Aliás, sempre que tenho alguma dúvida de produto, se pode ou não, pergunto a ela! Apesar da Luli ter liberado vitamina C, ácido glicólico e um sérum com ácido hialurônico e vitamina B5 em dias alternados, tenho feito uma rotina mais minimalista, com sérum e creme para os olhos. De dia, é claro, muito foco em proteção solar – novamente, pânico de melasma.

Nos fins de semana, pego um dia para esfoliar a pele e fazer uma máscara. Geralmente leio o rótulo e procuro as mais “limpas”, com menos ingredientes e mais ativos naturais. Aliás, com o boom de clean beauty, a dica é aproveitar as marcas e produtos com essa pegada – eu adoro as da Care Beauty, da Souvie e da Caudalie, que está reformulada e com fórmulas quase 100% naturais.

. Vinoperfect Creme Noturno Antimanchas – Caudalie (aqui)
. Lip Sleeping Mask – Laneige (aqui)
. Gua Sha – Océane (aqui)
. Sérum Vinoperfect – Caudalie (aqui)
. Sérum Anti-Idade Black Rose Olhos – Sisley (aqui)
. Sérum Iluminador Skindrops Glow – Care Natural Beauty (aqui)

Mudanças no corpo e queda de cabelo

Na segunda gravidez, já sei um pouco do que esperar do corpo e organismo pós-parto. Da primeira vez, a barriga ficou flácida de uma maneira tão surreal que me olhava e pensava “nunca vou ter meu corpo de volta!”. Mas ele voltou – com tempo, sem pressa e com ajuda de uma nutróloga, a musa Esthela Conde, além de foco e exercícios físicos. Os seios não são os mesmos dos 20 anos, mas quem sabe penso mais nisso depois…

Amamentei a Stella por quase 8 meses e vi meu cabelo ir de super cheio (hello, hormônios da gravidez) para minguado e com uma queda fortíssima depois do quarto mês de amamentação. Na época, frequentei o consultório da Dra. Ana Carina Junqueira, tricologista fera no assunto. Fiz aplicações e todo um protocolo para voltar ao ciclo natural de crescimento capilar. É uma fase delicada para a autoestima, me via com entradas na testa tamanha queda! Desta vez, já conversamos e alinhamos que, quando minha filha tiver 45 dias, irei numa consulta para começar tomar providências antes mesmo da queda vir com tudo.

Por fim, tenho tentado curtir ao máximo, da maneira que é possível, ficando em casa e exibindo a barriga só mesmo pelo Instagram – onde também compartilho bastante sobre minha rotina de beleza gestante… Me segue lá @luizamsouza!

{Fotos: reprodução Instagram @luizamsouza e @jadegadotti}