O papo com a Lili (@blogueiravintage) foi demais! Conheci ela através da Jana Rosa Bonita de Pele e já tinha ficado muito impressionada com seu amor por produtos (digamos que me identifico haha!), então foi muito legal ter ela numa Live para falar sobre cuidados com a pele e ver uma pessoa que ama tanto skincare. A Lili tem 54 anos e uma pele maravilhosa, e compartilhou vários produtos incríveis, além de muito conhecimento bacana – sobre skincare, cílios, maquiagem… Ela realmente ama e testa muita coisa, então independente da sua idade, vale a pena assistir.

Listamos abaixo todos os produtos que aparecem no vídeo – Lili sempre faz reviews ótimos nos canais dela, vale a pena acompanhar. Aqui no IGTV tem a explicação de cada um e a forma que ela gosta de usar – eu também dei meus pitacos!

LIMPEZA
. Cleanser Cream-to-oil Three Part Harmony – Origins (aqui)
. Enzyme Cleanser – Dr. Barbara Sturm (aqui)
. Óleo de Limpeza Pure One Step Camellia – Tatcha (aqui)
. The Deep Cleanse – Tatcha (aqui)
. Cleasing Pads Coconut Oil – Solved Skincare (aqui)
. Take The Day Off Makeup Remover – Clinique (aqui)
. Gel de limpeza – Sallve (aqui)
. CannaCell Cleansing Foam – Andalou Naturals (aqui)
. Espuma De Limpeza Facial Resurface Foaming Glycolic Wash – Neostrata (aqui)
. Regenerating Cleanser – Tata Harper (aqui)
. Coconut Water Cleansing Foam – Solved Skincare (aqui)

TÔNICOS E LOÇÕES
. Mega-Mushroom Relief & Resilience Soothing – Origins (aqui)
. Revitalizing Essence – Shiseido (aqui)
. Loção Balanceadora Facial Treatment Softner – Shiseido (aqui)
. Hydra Life Balancing Hydration 2 In 1 Sorbet Water – Dior (aqui)
. Licorice pH Balancing Cleansing Toner – Acwell (aqui)
. Beatriz Loção Facial – Dermatus (aqui)
. Cicapair Tiger Grass Calming Mist – Dr. Jart+ (aqui)

SÉRUNS
. Anti-aging Plantscription – Origins (aqui)
. Abeille Royale Youth Watery Oil – Guerlain (aqui)
. Sérum Ultimune Power Infusing Concentrate – Shiseido (aqui)
. Vitamin Nectar Glow Juice Antioxidant Face Serum – Fresh (aqui)
. Effaclar Anti-idade – La Roche-Posay (aqui)

HIDRATANTES
. Creme Hidratante Dior Hydra Life – Dior (aqui)
. Original Skin Matte Moisturizer With Willowherb – Origins (aqui)

TRATAMENTO
. Hungarian Thermal Water – Peter Thomas Roth (aqui)
. Creme noturno anti-manchas – Caudalie (aqui)
. CannaCell Detox Mask – Andalou Natural (aqui)
. Violet-C Radiance Mask – Tatcha (aqui)
. 24k Gold Mask – Peter Thomas Roth (aqui)
. DayWear – Estée Lauder (aqui)
. Vitamin C Concentrate – Neostrata (aqui)
. Clear Improvement Charcoal Honey Mask To Purify & Nourish – Origins (aqui)
. Máscara Facial Dreamskin 1 Minute Mask – Dior (aqui)
. Ácido Glicólico – Creamy (aqui)
. Spot Saver Mugwort Ampoule – Isntree (aqui)
. Óleo Detox Noturno VineActiv – Caudalie (aqui)
. Kit Anti-idade Fresh Pressed – Clinique (aqui)
. Anti-Pollution Drops – Dr. Barbara Sturm (aqui)
. Advanced Night Repair – Estée Lauder (aqui)
. Vitamin C Ester – Perricone MD (aqui)

OLHO/CÍLIOS
. Moistfull Collagen Eye Cream – Etude House (aqui)

MAQUIAGEM
. Primer Backlight – Becca (aqui)
. Iluminador Vanish Flash – Hourglass (aqui)
. Corretivo Vanish Airbrush – Hourglass (aqui)
. Limitless Mascara – Ilia Beauty (aqui)
. Pó translúcido hydra-mist – Becca (aqui)
. Bronzeador Terracota Light – Guerlain (aqui)

PROTEÇÃO SOLAR
. Squalane + Zin Sheer Mineral Sunscreen – Biossance (aqui)
. Aqua Rich Watery Essence FPS 50 – Bioré (aqui)
. Ultimate Sun Protector Lotion SPF 50+ – Shiseido (aqui)

CORPO
. Spa Of The World Himalayan Charcoal Body Clay – The Body Shop (aqui)
. Coconut Créme – A La Maison de Provence (aqui)
. Calm Squalane + Essential Oils – Biossance

ESFOLIANTE
. The Rice Polish Calming – Tatcha (aqui)

Fazemos com muito carinho uma curadoria no Instagram do DDB para mantê-lo sempre recheado com inspirações de cabelo, unhas e maquiagem – e amamos ver a participação de vocês nos comentários.

Pele iluminada com viço, delineados fora da caixinha, acessórios de cabelo e chanel longo foram algumas das referências mais curtidas no mês passado. Confira na galeria abaixo as 10 fotos mais curtidas de julho para guardar na pastinha de inspirações!

{Fotos: reprodução Instagram @lumakeupart /@alanissguillen, @estelanewbold, @liviamatuti, @thesilverlining_1970, @dricasstro, @emma_maddy, @byroouse, @katiejanehughes, @anna.nails.berlin e @morgane_martini/ @erincromwell_}

Faz muito tempo que não falo sobre rímel né? Achei que era uma ótima hora para mostrar alguns lançamentos legais que recebi nos últimos meses. Cílios são sempre um assunto que rende, quem dirá agora que está todo mundo precisando usar máscara no rosto e com necessidade de realçar mais os olhos… Arrisco dizer que passar várias camadas de rímel é o jeito mais simples, fácil, zero habilidade necessária para conseguir esse impacto sem ter trabalho.

Nem todos os produtos que vou mostrar são super novos, mas como fazia tempo mesmo que não falava sobre o assunto incluí também.

. Lash Freak – Urban Decay (aqui)
Vem com uma escova que me deixou impressionadíssima, é a mais diferentona que já vi. Tem uma parte para dar volume, uma ponta de ouriço para definir e uma parte específica para levantar os cílios. Ótima durabilidade.

. Lash Slick – Glossier (aqui)
Faz um estilo de cílios mais leve, separadinho, um visual mais minimal com definição (estou nessa fase há um tempo, então ele virou meu queridinho pro dia a dia). Não borra e é ótimo para passar nos cílios de baixo, segura mesmo!

. Le Volume Révolution – Chanel (aqui)
A escovinha dele foi feita em impressora 3D, olha que do futuro! Ele é muito bafo para volume, conto com ele sempre que quero cílios power. Outra vantagem é que tem várias cores para quem gosta de trazer nuances diferentes para os cílios.

. Legit Lashes – Huda Beauty (aqui)
Considerando que a Huda começou sua marca com uma linha de cílios postiços e sempre foi hiper adepta deles, as expectativas para seu primeiro rímel eram altas. Ele tem dois lados, um para curvatura e alongamento (com várias fibrinhas que fazem tipo uma extensão nos cílios) e outro para volume. Dá um super efeito.

. Damn Girl – Too Faced (aqui)
Esse para volume é um escândalo também. A escovinha carrega bastante produto e tem um formato mara para criar volume sem grudar tudo. A fórmula tem ótima durabilidade.

. Caviar Volume – Laura Mercier (aqui)
Apesar do nome, ele também funciona para um efeito bem suave se aplicado com a mão mais leve – mas é só trabalhar nas camadas que ele fica bem dramático.

. Volume Disturbia – Givenchy (aqui)
Ele é um ótimo representante da escova durinha moldada. Também é super fácil de dosar se quer cílios mais levinho ou mais impacto, dependendo da quantidade de camadas.

. Full Frontal – Fenty Beauty (aqui)
A escova é achatada, o que é legal porque com um lado você tem um pouco mais de controle e com o outro fica mais avassalador. Ele também tem fibrinhas, ótimo para um alongamento power.

. Wonderlash – Bruna Tavares (aqui)
Tem uma pegada toda diferente. A escova é bem pequenininha, o que é perfeito para precisão, ainda mais para alcançar aqueles fios mais do cantinho. Mas também funciona super para criar um volumão.

Usando:
Esmalte Pure White – Chanel
Piercings Victoria Sayeg, By Camila Carril e Marina Vicintin
Colar Lil Milan
Camisa VIC Essentials

Tranças diversas, bantu knots, baby hair estilizado… Mulheres negras tem toda uma infinidade de possibilidades de penteados para enfeitar seus cabelos crespos e cacheados. Além de serem ultra estilosos, eles são uma forma de se conectar com suas raízes, já que a grande maioria é de origem africana. Assim, junto com a beleza, esses penteados carregam ancestralidade e ajudam a fortalecer a identidade sócio-cultural, o que influencia diretamente na autoestima de quem usa.

É claro que os cabelos afro não são nenhuma novidade, mas por muito tempo eles deram uma sumida, principalmente aqui no Brasil, uma vez que os fios extremamente lisos se tornaram padrão de beleza absoluto nos anos 2000. Todo mundo sonhava com aquele cabelo completamente chapado das revistas e a maioria das meninas começou a fazer alisamento químico ainda no início da adolescência.

Até que, por volta de 2015, começou um grande movimento em prol do cabelo natural e, de lá para cá, cada vez mais mulheres tomaram coragem para passar pela transição capilar e assumir a textura original de seus fios (“coragem” porque dá trabalho e tem toda essa questão de romper com um padrão estabelecido, mas como vale a pena!) – esse movimento do cabelo natural sacudiu inclusive o mercado da beleza, que hoje em dia tem muuuuito mais opções de produtos para cuidar de cabelos crespos e cacheados. Atrelado a isso, os penteados de origem afro também foram retomando seu espaço, ganhando adaptações para os mais diversos estilos.

Na galeria abaixo, selecionamos algumas inspirações maravilhosas para as mulheres negras que estão procurando referências para personalizar seus fios e também organizamos esse board no Pinterest com muitas outras. Vale também ficar de olho no Instagram @diadebeaute que toda semana tem post com dicas de penteados afro explicando um pouco mais sobre suas origens e indicando tutoriais feito por mulheres negras para copiá-los.

Lembrando que, por toda essa carga cultural e pelo símbolo de resistência ao racismo que esses penteados representam, não é indicado que mulheres de outras etnias reproduzam. O cabelo é um símbolo tão poderoso na cultura negra que deve ser respeitado da mesma forma que uma coroa é.

{Fotos: reprodução Instagram}

Beleza limpa, cosméticos conscientes, livres de crueldade animal, ingredientes naturais, ingredientes orgânicos, vegano, sustentável, livres de ingredientes polêmicos – você sabia que cada um desses termos significa uma coisa diferente, e que um produto pode ser isso tudo ou ter só algumas dessas características?

Fato é que cada vez mais pessoas querem consumir produtos que tenham a pegada clean beauty, ao mesmo tempo em que cada vez mais marcas embarcam nessa “onda”, tanto as que nascem nos dias de hoje já com essa preocupação no DNA, quanto as que estão no mercado há mais tempo e estão reajustando fórmulas e processos. Vale dizer que essa “onda” começou como uma tendência nicho e foi ficando cada vez mais forte, hoje já é totalmente estabelecida e só tende a crescer. Lembro de escrever matérias sobre marcas orgânicas / veganas / etc há quase 15 anos na Vogue e é impressionante como o mercado evoluiu e amadureceu, tanto em opções quanto em tecnologia (sem falar na demanda do público).

Mas como ficou claro no começo do texto, navegar por esse mundo pode ser confuso, já que cada conceito significa uma coisa. Uma marca vegana não necessariamente usa ingredientes orgânicos, por exemplo. Ser cruelty free não significa ser sustentável ou natural. Há várias marcas que reúnem a maioria desses conceitos, mas se você quer entrar com tudo nesse mundo vale a pena dedicar um tempinho para pesquisar quais são importantes para você e qual marca é o que!

Uma das maneiras mais fáceis para entender “qual é” a de uma marca é analisar os selos de certificação que ela tem – e esse é o objetivo desse post, pois são vários, alguns focados nos ingredientes, alguns no meio ambiente. Os selos são uma super garantia de que os claims da marca são reais, e não apenas marketing. Entenda tudo sobre eles a seguir – e se você quer dicas de onde comprar produtos na pegada consciente, tem esse post aqui com várias dicas de lojas incríveis especializadas nesse universo.

Uma observação: por mais que alguns dos selos sejam de origem estrangeira, marcas brasileiras também podem aplicar para garantir essas certificações.

CRUELTY FREE
Garante que todos os ingredientes bem como o produto final não foram testados em animais. O termo em inglês significa, literalmente, livre de crueldade.
. Cruelty-free: da americana PETA (aqui)
. Leaping Bunny: da britânica Cruelty Free International (aqui)
. Not Tested on Animals: da australiana Choose Cruelty Free (aqui)

VEGANO
São produtos livres de matérias-primas de origem animal – que inclui substâncias produzidas por eles, como o mel, por exemplo.
. Vegan: também da PETA (aqui)
. Certified Vegan: da americana Vegan Action (aqui)
. Vegan Society: da britânica The Vegan Society (aqui)
. Vegano: da brasileira SVB (aqui)

NATURAL & ORGÂNICO
Na definição de natural entram cosméticos que não levam em suas composições substâncias como derivados de petróleo, silicone, parabeno, entre outros. O produto precisa conter no mínimo 95% de ingredientes naturais – o resto da porcentagem deve ser orgânico. Ingredientes naturais são substâncias de origem vegetal, animal (exceto vertebrados), água e sais minerais e suas misturas. Ou seja, não necessariamente são veganos ou cruelty free.

Já para os orgânicos, de acordo com a IBD (aqui) (Instituto Biodinâmico de Desenvolvimento Rural, organização brasileira responsável por certificar produtos orgânicos e biodinâmicos), entram nessa categoria cosméticos que tenham pelo menos 95% de matérias-primas autenticadas como orgânicas (isso é tabelado) – os outros 5% podem ser compostos por água e outras matérias-primas naturais. Devem ser produzidos com insumos da agricultura orgânica, cultivados sem uso de pesticidas ou organismos geneticamente modificados.

Entre os selos de orgânico mais consagrados está o ECOCERT (aqui), uma das maiores empresas certificadoras de produtos orgânicos. Eles levam em consideração todos os regulamentos oficiais do mundo e estão presente em 80 países. Em alguns lugares, como na França, o nome é usado como sinônimo de orgânico.

Geralmente, as empresas que classificam os produtos orgânicos também têm selos para certificar produtos naturais, inclusive a ECOCERT e a nacional IBD – maior certificadora da América Latina para produtos naturais e orgânicos desde 2014. Outra com reconhecimento internacional é a NATRUE (aqui), que tem selos para produtos naturais, naturais com porção orgânica e orgânicos, e parceria de reconhecimento mútuo com o IBD para exportação de produtos.

SUSTENTABILIDADE
. FSC (Conselho de Manejo Florestal, sigla em inglês) (aqui): Esse selo não está associado ao conteúdo dos produtos, mas sim à embalagem. Certifica que os papéis e embalagens usados são recicláveis e biodegradáveis, provenientes de madeira reflorestada ou outras fontes controladas. O processo produtivo também precisa ser ecologicamente adequado.

. Eureciclo (aqui): certificado nacional para marcas que se comprometem a investir na cadeia de reciclagem, através da compensação ambiental de suas embalagens – o que significa que não necessariamente é a embalagem que leva o selo que será reciclada, mas que a empresa está financiando a reciclagem de uma embalagem de mesma massa e grupo de material (vidro, papel, plástico ou metal). Para ter o selo, é preciso fazer a compensação de no mínimo 22% dos recipientes comercializados.

Aliás, hoje em dia já é possível montar um nécessaire 100% vegano e cruelty free. A jornalista de beleza Renata Kalil conta aqui como foi seu processo para essa mudança.

{Fotos: reprodução Daria Shevtsova/ Pexels, Anna Shvets/ Pexels e Instagram @vicceridono}

Durante esses muitos meses de pandemia e quarentena, eu e o Dia de Beauté recebemos inúmeros pedidos de ajuda de leitoras e de amigas sobre diversas questões relacionadas a beleza – como fazer a própria unha, a própria sobrancelha, pintar o cabelo… Mas nenhum pedido foi tão inusitada e recorrente quanto: como lidar com pés cascudos. O problema, pelo visto, é real e tem incomodado muita gente.

Eis que outro dia, em (mais) uma discussão sobre pés cascudos em um grupo de amigas no WhatsApp, descubro ter uma amiga phD no assunto. A dica que eu sempre compartilhei com quem pedia era usar a tal meia esfoliante, cuja fórmula com ácidos promove uma esfoliação nos pés (quando usei, achei que meu pé ia cair de tanta pele que soltou, me senti uma cobra trocando de pele e fiquei impressionadíssima com a maciez no fim do processo).

Mas Nani, minha amiga expert, tinha dicas que iam muuuito além, já que a vida toda teve pés muito secos e sempre buscou soluções. Convidei Nani na mesma hora para escrever um texto compartilhando todo o seu conhecimento para ajudar quem também está sofrendo de pés cascudos por aí.

Conta tudo, Nani!

“Sempre sofri com pele seca, mas nada que um pouco de paciência para passar um hidratante toda noite não resolvesse. Meu problema mesmo sempre foi o pé ressecado. Mesmo levando o hidratante do corpo para os pés, eu continuava tendo dificuldade de deixá-los hidratados e evitar as eventuais rachaduras, principalmente quando andava muito ou durante o verão… na praia então, nem se fale!

Depois de muitos anos testando tudo e mais um pouco, encontrei uma rotina que super funciona e consigo manter meus pés hidratados, macios e lisinhos, sem me incomodar de usar rasteirinha ou de tirar o sapato na casa de alguém – então topei o convite da Vic para compartilhar minhas descobertas para ajudar quem se incomoda também!

. Meia esfoliante/hidratante
Entre todos os produtos, esse é de longe o mais efetivo e meu favorito. Essas meias descartáveis são embebidas em um líquido que contém ácido na fórmula e fazem um peeling poderoso nos pés. Você coloca, fica por uma hora e enxágua, e alguns dias depois da aplicação os pés começam a descamar (REAL, pode até ser meio assustador). Depois de alguns dias desse processo você se depara com uma pele renovada, hidratada e livre de qualquer rachadura.

Como a meia é mais agressiva, procuro fazer apenas quando sinto necessidade, geralmente a cada 3/4 meses e SEMPRE antes de uma viagem de verão (geralmente duas semanas antes da viagem). É crucial programar quando você vai usar a meia e pensar que dali a 7-10 dias seu pé vai estar descamando, assim você não corre o risco de ter algum evento ou viagem e estar com o pé ainda descascando (sim, dependendo do sapato, dá para ver). O mais importante, no entanto, é conseguir prologar o efeito incrível da meia esfoliante e para isso uma combinação dos produtos abaixo é essencial.

. Hidratantes específicos pra os pés
Senti que fez muita diferença quando parei de usar hidratante corporal comum e passei para um mais potente, específico para essa região. Me encontrei atualmente com um creme que tem 25% de uréia (versus 5-10% da maioria dos hidratantes corporais). Caprichar no hidratante é a melhor maneira de manter o resultado super efetivo da meia esfoliante por mais tempo, evitando fazer um processo agressivo muito frequentemente.

. Meia de silicone
Também na categoria de manutenção, esse é provavelmente o produto menos conhecido: uma meia de silicone que abraça o pé todo (ou apenas o calcanhar, dependendo do modelo) e potencializa a absorção do hidratante. Procuro dormir com a meia de silicone umas duas vezes por semana. Como sou preguiçosa para cremes de corpo no geral, ter algo que potencializa a ação do hidratante faz toda a diferença.

. Pedra pomes/lixa de metal para calcanhar
Considero essa opção potencialmente mais agressiva que a meia esfoliante, porque com esses instrumentos você tem que impor a força e pode acabar lixando mais do que deve. Tendo esse problema de pé seco, minha vontade às vezes era de usar pedra/lixa até que o pé ficasse lisinho, mas sempre tive medo do efeito rebote e procurava me conter.

Hoje em dia só recorro a esses itens em uma emergência, quando não me planejei para usar a meia esfoliante com antecedência, por exemplo, e vou usar um sapato aberto ou tenho alguma viagem. Também recorro principalmente a pedra pomes quando faço uma viagem muito longa de verão e sei que tem chances do meu pé não se manter lisinho durante toda a viagem… Aí la pelas tantas dou uma leve “polida”.

. Esfoliador elétrico
Uma espécie de lixa elétrica, é legal porque faz o mesmo trabalho da pedra pomes/lixa tradicional, mas reduz o risco de você exagerar no processo. O esfoliador elétrico é muito mais delicado e acabo usando mesmo fora da urgência, quando vejo que alguma área do pé esta mais seca precisando de um up. Passo por alguns minutos depois do banho e resolve.

Espero que minhas dicas ajudem quem está brigando com pés cascudos!”

Produtos:
. Gel Hidratante para os Pés Ureadin Podos – Isdin (aqui)
. Heel Chemistry – The Chemistry Brand (aqui)
. Creme para Pés 10% Ureia – Eucerin (aqui)
. Creme Repador Daily Repair – Footner (aqui)
. Esfoliante de Pedra Pomes – Granado (aqui)
. Meia Esfoliante – Footner (aqui)
. Heel Balm – Flexitol (aqui)
. Aparelho Esfoliador pedi Perfect – Amopé (aqui)
. Meia Esfoliante – Skinlite (aqui)
. Exfoliating Foot Mask – Look Beauty (aqui)
. Pedra Pomes – Ricca (aqui)
. Pumice – Muji (aqui)
. Meia hidratante de gel para calcanhares (aqui)
. Meia Palmilha Silicone Gel Ortopédica – Reflex (aqui)

{Fotos: reprodução Instagram @vicceridono| @hickduarte e Pexels Anna Shvets e cottonbro}

Brincar, explorar e se divertir com maquiagem é uma delícia, mas também é maravilhoso você conhecer seu rosto e saber quais são aqueles truques que sempre vão dar certo. Assim, em um momento de pressa e pouca inspiração, você consegue executá-los sem maiores problemas. Esses são alguns dos meus favoritos de todos os tempos, bem versáteis e interessantes para vocês pensarem em incorporar:

Pele só com corretivo, sem base: desde que você uniformize o tom da pele neutralizando eventuais manchinhas e áreas com vermelhidão mais evidente, dá para pular a base. Seja para guardar para ocasiões especiais ou para deixar a pele mais livre no dia a dia

Blush cremoso para ar de saúde: aquela corzinha com viço para dar uma acordada no rosto

Iluminador sempre: tem quem considere o iluminador algo para quando a pele está super feita e festiva, já eu gosto de usar mesmo quando estou com pouquíssima maquiagem – o efeito pele rica, viva e feliz é REAL e vale se beneficiar dele sempre

Usar bronzer / blush como sombra: esse é um dos meus truques favoritos ever – prático até não poder mais. Tudo que passo de cor no rosto (bronzer e/ou blush) vai também para a pálpebra, com o mesmo pincel. Dá efeito de sombra, aquece e realça o olhar, sem precisar da etapa da sombra. O iluminador uso também no cantinho interno do olho

Pentear a sobrancelha: nem precisa passar produtos se não quiser, fato que só de pentear a sobrancelha ela já dá uma boa levantada nos olhos e na expressão

Sombra quentinha no côncavo: esse eu faço todos os dias, mesmo quando vou fazer uma maquiagem mais complexa na sequência. Só pegar uma sombra marrom de fundo quente, ou variações de tons tijolo, passar no côncavo e esfumar bem. Dá uma acordada e uma realçada ótima no olhar

Tracinho fino, quase invisível: é mais discreto que um delineado, também mais fácil de fazer, e valoriza todos os formatos de olho, porque define sutilmente e levanta os olhos. Aquele tcham quase imperceptível, mas que faz toda a diferença

Muito rímel: se não dá tempo de elaborar muito, é tiro e queda passar várias camadas de máscara de cílios para garantir um olho bem wow, acentuado e cheio de força. Gosto em cima e embaixo, mas isso é bem pessoal

Iluminar o cantinho interno do olho: cria um ponto de luz estratégico que acende o olhar dando um toque fresh e acordado ao seu rosto

Sombra brilhosa = festa instantânea: não importa o que mais está “acontecendo” nos seus olhos, se passar uma sombra daquelas cheias de brilho é efeito festivo imediato para seu make, quase sem dar trabalho

Lip Balm com cor – melhor 2 em 1: brilho e cor natural em um só produto, tem coisa melhor? Para mim, é quase um vício ficar passando lip balm o dia inteiro. Porque meus lábios são muito secos, e assim hidrato e ainda dá um up no visual

Lápis de contorno define os lábios: vivi muitos anos sem usar lápis de contorno na boca, mas quando incorporei, nunca mais larguei. Gosto de passar para definir e realçar o formato do lábio e muitas vezes também pinto a boca toda com o lápis, o que já dá uma cor mesmo sem precisar de batom

Corretivo + gloss para boca nude: boca apagadinha e com brilho – MUITO eu! E esse truque de usar o corretivo para apagar de leve a cor dos lábios é perfeito se você quiser adotar o efeito e não tiver um batom que faça o papel

Batom vermelho = máximo impacto: jeito mais fácil do mundo de causar no make sem ter muito trabalho. O vermelhão nos lábios imprime poder e atitude, acho o máximo!

Batidinhas de batom para efeito esfumado: outra forma mara de realçar os lábios com ar naturalzinho, além de ser um ótimo jeito de usar seus batons vibrantes de maneira diferente. Esse visual super combina com um make cara de “curti muito na praia”

Vocês sabem que não é de hoje que estou apegada ao make quentinho com boca glossy – acho que realça e dá uma acordada mara no rosto bem dia a dia, super fácil. E na quarentena dei uma adaptada no jeito de fazer a maquiagem, incluí alguns produtos novos e, como comentei aqui no vídeo da semana passada, optei por usar bases cushion que são ultra práticas de aplicar, mas diferentes do que estamos acostumadas. Espero que gostem!

Produtos:
. Base Cushion Vitalumière Glow FPS 15 cor 21 – Chanel (aqui)
. Corretivo Instant Age Rewind cor Light – Maybelline (aqui)
. Pincel Setting Brush – Real Techniques (aqui)
. Corretivo Secret Camouflage SC-2 – Laura Mercier (aqui)
. Pincel Secret Camouflage – Laura Mercier (aqui)
. Blush Lip + Cheek cor Werk – Milk Makeup (aqui)
. Pincel Superacabamento Duo Fibra Blush – quem disse, berenice? (aqui)
. Lápis Precisely, My Brow cor 4 – Benefit (aqui)
. Iluminador Météorites Liquid Pearl cor 2 – Guerlain (aqui)
. Pincel Hollywood Complexion – Charlotte Tilbury (aqui)
. Lápis Everlasting Lip Liner cor 417 – Kiko (aqui)
. Sombra Skywash cor Valley – Glossier (aqui)
. Pincel Superacabamento Duo Fibra Sombra – quem disse, berenice? (aqui)
. Curvex – Kevyn Aucoin (aqui)
. Rímel Lash Slick – Glossier (aqui)
. Rímel Legit Lashes – Huda Beauty (aqui)
. Sombra Ombre Première Laque cor Quartz Rose – Chanel (aqui)
. Silk Balm – Huda Beauty (aqui)

Usando:
Piercings Victoria Sayeg / Marina Vicintin
Camiseta Zara